SP: motoristas de ônibus confirmam greve a partir desta terça

 

Motoristas de ônibus confirmaram que farão greve na capital paulista a partir da meia-noite desta terça-feira, 14, segundo informação divulgada pelo sindicato da categoria. Não será realizada paralisação generalizada devido a uma liminar judicial que garante o funcionamento de 80% da frota no horário de pico e 60% nas demais horas.

"Mesmo após insistentes tentativas de negociação, os rumos da Campanha Salarial dos condutores de São Paulo acabaram no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), resultando na paralisação da categoria a partir das 0h desta terça-feira, dia 14", destacou o Sindicato, por meio de nota divulgada no site. 

De acordo com o sindicato, com data-base em 1º de maio, as negociações salariais dos trabalhadores em transporte rodoviário de São Paulo iniciaram em meados de março.

Desde então, foram realizadas diversas reuniões visando o convencimento do setor patronal em um reajuste salarial de 12,47%, referente ao índice do INPC/IBGE, entre outras reivindicações da categoria como: 100% das horas extras, fim da hora de almoço não remunerada e PLR. Porém, não tiveram avanços, sobretudo no reconhecimento da data-base.

“A princípio o setor patronal insistiu em oferecer apenas 10% de reajuste e ainda de modo parcelado. Agora, ofereceram os 12,47%, mas apenas a partir de outubro, o que é inadmissível”, declarou o presidente em exercício do sindicato, Valmir Santana da Paz (Sorriso).

Diante do impasse, foi decido que a categoria irá deflagrar a greve nesta terça. “Sem o merecido reconhecimento, motoristas, cobradores e profissionais da manutenção cruzarão os braços nesta terça”, completou.

O julgamento do dissídio da greve e econômico ficou agendado para acontecer na quarta-feira, dia 15, às 15h.

Post a Comment