Perri pega pênalti, Náutico tem boas chances, mas não sai do empate com o Ituano

 

O Náutico até que tentou, mas ainda não foi nesta quinta-feira (26) que voltou a vencer na Série B do Campeonato Brasileiro. Em encontro realizado no Novelli Júnior, em São Paulo, o Timbu ficou no empate sem gols com o Ituano, pela 9ª rodada da competição nacional e agora soma cinco compromissos sem triunfar na Segundona. O resultado deixou o time pernambucano na 15ª colocação, com nove pontos, e com sérios riscos de fechar a rodada no Z-4. Já os donos da casa têm um ponto a mais e ocupam a 13ª posição. Agora, o Alvirrubro só volta a entrar em campo no dia 04 de junho, data em que visita o Brusque, em Santa Catarina. 

O primeiro tempo foi de boas oportunidades para os dois times. Ciente da necessidade do resultado positivo, o Náutico iniciou o confronto em cima dos donos da casa. Aos 22 jogados, no entanto, Roberto Fernandes perdeu Luis Phelipe machucado e acionou Pedro Vitor na partida. O recém-promovido na partida teve uma das melhores chances do Timbu em chute de fora da área. A oportunidade, porém, só não foi melhor que a de Franco. Após boa jogada de Rhaldney, o volante apareceu na área e cabeceou à queima-roupa para grande defesa de Pegorari. 

Apesar das boas chegadas dos visitantes, o Ituano também esteve perto de balançar as redes. Aliás, conseguiu o feito com Lucas Siqueira, mas o bandeira assinalou impedimento no lance. Em seguida, Perri passou a ser o nome do primeiro tempo. Primeiro, o goleiro fez grande defesa em chute de João Victor. Logo depois, o arqueiro viu Bruno Bispo cometer pênalti em Rafael Elias. Na cobrança do camisa 9 do time paulista, o camisa 1 alvirrubro caiu no canto certo para fazer a defesa.

Satisfeito com a postura do time no primeiro tempo, Roberto Fernandes voltou para a etapa complementar sem modificações. Depois dos primeiros 45 minutos iniciais abaixo da crítica, Jean Carlos passou a aparecer mais para o jogo, e as principais chegadas do Náutico saíram dos pés do camisa 10. 

Logo aos dois minutos, o meia cruzou de primeira e Richard Franco testou cruzado para tirar o “uh” da boca do torcedor alvirrubro. Minutos mais tarde, Jean recebeu na entrada da área e viu a bola passar com perigo ao poste esquerdo de Pegorari. Na reta final, Victor Ferraz também teve a chance de deixar seu gol, mas parou em grande defesa do goleiro da casa.  

Ficha do jogo

Ituano 0
Pegorari; Pacheco, Léo Santos, Rafael Pereira (Bernardo Schappo) e Roberto; Jiménez (Lucas Nathan), Kaio, Lucas Siqueira e Gerson Magrão; João Victor (Gabriel Barros) e Rafael Elias. Técnico: Mazola Júnior.

Náutico 0
Lucas Perri, Victor Ferraz, Bruno Bispo, Camutanga e Ailton; Ralph (Djavan), Richard Franco (Nascimento), Rhaldney (Robinho) e Jean Carlos; Luís Phelipe (Pedro Vítor) e Léo Passos (Amarildo). Técnico: Roberto Fernandes. 

Estádio: Novelli Júnior (Itu/SP)
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz e Cícero Alessandro de Souza (ambos do MS)
VAR: Wagner Reway (PB)
Gols:
Cartões amarelos: Pacheco, Gerson Magrão, Rafael Elias, Bernardo Schappo, Kaio (ITU); Rhaldney, Jean Carlos, Bruno Bispo (NAU)

Post a Comment