Polícia investiga envolvimento de pai na morte de criança de dois anos

Policiais investigam se o pai da criança de dois anos e dois meses, morta a facadas, na manhã desta quinta-feira (13), em Vicente Pires, teria participado do crime.
Até então, os investigadores trabalhavam apenas com a versão de que a mãe da menina fosse a autora do crime. No entanto, durante o depoimento na 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro), o rapaz teria se contradito.
Testemunhas afirmaram ouvir a criança chorando durante a madrugada, além de barulhos de móveis sendo arrastados, na quitinete onde ocorreu o crime.
No entanto, o rapaz teria alegado que não escutou o grito da criança e já teria acordado com o rosto ferido por uma facada, que teria sido dada pela mãe da menina.
Ele, então, teria percebido que a criança estava ferida e, em seguida, ligado para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que foi até o local e constatou o óbito da menina.
Contradição
Segundo o delegado-chefe da 12° Delegacia de Polícia, Josué Ribeiro, em depoimento, a mãe teria acusado o pai de cometer o crime.
Segundo o delegado, a mãe afirmou que acordou de madrugada, com o grito da criança e quando foi até a cozinha para ver o que havia acontecido, a menina já havia sido golpeada pelo pai, que já ligava para o Samu. Ela, então, teria se enfurecido, pegado uma faca e ido para cima dele, o que teria causado o ferimento, no rosto do rapaz.
Mãe e pai da criança seguem detidos na 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro).
O corpo da menina será velado nesta sexta-feira (13), no Cemitério de Padre Bernardo, cidade goiana no Entorno do Distrito Federal. O velório começa às 7h, e o sepultamento está marcado para as 9h.
Compartilhe: