Número de assassinatos durante motim da PM no Ceará passa de 70

O Ceará registrou, pelo menos, mais 22 homicídios entre a tarde de sexta-feira (21) e a manhã deste sábado (22), em meio à paralisação de policiais no estado. Assim, sobe para 73, no mínimo, o número total de assassinatos contabilizados no estado durante o motim dos agentes de segurança iniciado na terça-feira (18).

Desde terça-feira, homens encapuzados que se identificam como agentes de segurança invadiram quarteis e depredaram e esvaziaram pneus de veículos da polícia. A reivindicação é por melhores salários.

Os números mais recentes da Secretaria da Segurança do Ceará (SSPDS) se referem ao período entre 6h de quarta-feira (19) e 6h de sexta-feira (20), e apontam 51 homicídios. O balanço atualizado (e exato) ainda não foi divulgado.

Apesar dos reforços na segurança, a onda de violência permanece no estado. 2,5 mil soldados do Exército Brasileiro se juntam aos 150 agentes da Força Nacional que já estão no estado para conter a crise na segurança pública após o motim de parte dos policiais militares. Os batalhões seguem ocupados.

 

Compartilhe: