Milton Cruz prevê jogo ‘dificílimo’ para o Sport contra o Tombense, pela Copa do Brasil

Depois de cinco jogos pelo Campeonato Pernambucano, o Sport vai finalmente cruzar as fronteiras do estado na temporada para um desafio tido pela diretoria como prioridade nesse início de 2019. Na quarta-feira, o Leão encara o Tombense, no interior mineiro, pela Copa do Brasil, em um jogo que vale R$ 625 mil de premiação. Confronto que o técnico Milton Cruz espera ser “complicadíssimo”.

Alertando para o fato da equipe mineira ter se reapresentado um mês antes do Sport, o comandante rubro-negro afirmou que a parte física será fundamental. O treinador também apontou para outros aspectos que os rubros-negros precisam ter cuidado. Como as dimensões acanhadas do estádio Antônio Guimarães de Almeida, com capacidade para apenas pouco mais de três mil pessoas.
“Vamos ter um jogo complicadíssimo pela frente. Não só pela partida, mas pelo fato deles já estarem trabalhando mais tempo que a gente, um mês a mais. Na parte física e técnica eles já fizeram mais jogos que a gente. Além disso há um desgaste na viagem, o gramado, o campo que é estreito. É difícil jogar lá”, alertou o treinador.  O Leão embarca nesta segunda-feira para Minas Gerais e de Belo Horizonte pega um ônibus com direção a Tombos, distante 395 quilômetros da capital mineira.
“Mas o Sport é grande e vai para lá, mesmo sem ritmo e uma sequência de jogos, fazer uma grande apresentação. Sabemos das dificuldades mas esperamos voltar com a nossa classificação. Vou colocar em campo os jogadores que estiverem em melhores condições físicas para poder igualar na pegada e no jogo forte que eles têm. Tenho visto algumas partidas deles para avaliar e tirar uma conclusão do melhor esquema que vamos usar lá para voltarmos com o resultado positivo”, finalizou.
No Campeonato Mineiro, o Tombense está na sétima colocação, com seis pontos ganhos em seis rodadas (uma vitória, três empates e duas derrotas).
Compartilhe: