Gilmar pede vista e julgamento de liberdade de Lula é adiado

O julgamento do pedido de liberdade feito pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi suspenso nesta terça-feira (4) após um pedido de vista do ministro Gilmar Mendes.

A solicitação foi feita quando já havia dois votos contrários ao recurso apresentado pelos advogados do petista, que alega a parcialidade do juiz federal Sergio Moro, pede a libertação de Lula e a anulação da condenação na Operação Lava Jato. Antes do pedido, o relator Edson Fachin e Cármen Lúcia tinham votado contra Lula. Ainda faltam o voto de Gilmar Mendes, de Ricardo Lewandowski e Celso de Mello, mas não há data para o julgamento prosseguir.

Lula está preso desde 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, após ter sua condenação no caso confirmada pelo Tribunal Regional Federal 4ª Região (TRF4), que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão ao ex-presidente, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Sergio Moro nega qualquer irregularidade em sua conduta e diz que a decisão de participar do futuro governo ocorreu depois de medidas tomadas por ele contra o ex-presidente. (ANSA – Com Agência Brasil)

Compartilhe: