Edno fala de importância de sócios do Náutico manter finanças do clube durante pandemia

A difícil situação acarretada pela pandemia do Coronavírus, que tem colocado pessoas em quarentena e isolamento também prejudicará as finanças dos clubes de futebol. Entrevistado pela reportagem do Diario de Pernambuco sobre a situação do Náutico após o cancelamento dos jogos, o presidente do clube, Edno Melo, coloca que o momento é fundamental para conscientizar os sócios de sua importância no equilíbrio das contas alvirrubras.

“Vamos tentar conscientizar o sócio da importância que eles têm para ajudar nesse momento de dificuldade. É um problema muito sério a nível mundial e que não irá afetar só o Náutico. O que vamos tentar fazer é que eles continuem pagando as mensalidades em dia para auxiliar a fechar as contas do clube”, apontou.

Antes da suspensão da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano, o Náutico teria apenas duas partidas a fazer no mês de março, contra Bahia, no dia 21, pelo regional, e no dia 29, contra o Salgueiro, pelo Estadual, sendo as duas fora de casa. Dessa forma, Edno coloca que a paralisação, até o momento, não prejudicará o orçamento.

“Na verdade, a paralisação não afeta tanto, pois tínhamos dois jogos fora. O que o Náutico vai mais perder neste período seria com a renda dos jogos, com bilheteria e com os bares. Por isso, não deve prejudicar tanto o nosso orçamento.”

Com as duas competições na reta final da primeira fase, o Náutico precisará vencer ambos os jogos para garantir as classificações às quartas de final do Pernambucano e da Copa do Nordeste.

Atualmente, o Timbu detém a terceira posição do Regional com 11 pontos, mas até com apenas um ponto de distância do Santa Cruz, primeiro clube fora da zona de classificação. No Estadual, por sua vez, o Alvirrubro ocupa o quarto lugar com 12 pontos, dois à frente do Central, sétimo colocado, que abre a zona do quadrangular do rebaixamento.

Compartilhe: