Brasil tem 2º pior dia da pandemia com 888 mortes em 24h

O balanço também mostra um novo recorde com 19.951 novos casos registrados no intervalo de 24 horas, chegando agora a 291.579, ocupando a terceira posição mundial, atrás apenas de Estados Unidos e Reino Unido. No número de óbitos acumulados, o País ocupa a sexta posição, atrás de Estados Unidos (92.712), Reino Unido (35.785), Itália (32.330), França (28.135) e Espanha (27.888).

São Paulo segue sendo o Estado com a situação mais crítica, com mais de 5 mil mortos e quase 70 mil casos registrados, à frente de Ceará (1.900 mortes e mais de 30 mil casos) e Rio de Janeiro (3.237 óbitos e também 30 mil casos).

Conforme ressalta o Ministério da Saúde, os novos registros em 24 horas não indicam efetivamente quantas pessoas faleceram ou se infectaram de um dia para o outro, mas sim o número de registros que tiveram o diagnóstico de coronavírus confirmado nesse intervalo.

São Paulo segue sendo o Estado com a situação mais crítica, com mais de 5 mil mortos e quase 70 mil casos registrados, à frente de Ceará (1.900 mortes e mais de 30 mil casos) e Rio de Janeiro (3.237 óbitos e também 30 mil casos).

Conforme ressalta o Ministério da Saúde, os novos registros em 24 horas não indicam efetivamente quantas pessoas faleceram ou se infectaram de um dia para o outro, mas sim o número de registros que tiveram o diagnóstico de coronavírus confirmado nesse intervalo.

Compartilhe: