Bolsonaro atacou mídia e PT em 1/3 dos tuítes na 1ª semana

O presidente Jair Bolsonaro já se notabilizou por utilizar o Twitter como principal plataforma de comunicação com a imprensa e a população, seguindo os passos de Donald Trump nos Estados Unidos. Além de posicionamentos políticos e anúncios de medidas para o País, Bolsonaro também tem aproveitado o espaço na rede para atacar a mídia tradicional e o Partido dos Trabalhadores (PT), que saiu derrotado nas últimas eleições.

Em uma semana, 32% das publicações do presidente foram dedicadas a críticas à imprensa e à sigla de oposição ao seu governo. No total, foram 22 ações nesse sentido entre as 68 divulgadas em sua conta oficial no Twitter nos primeiros sete dias no cargo mais alto da República.

A maior parte das postagens foi destinada à imprensa – 17, contra 5 ao PT. Um dos alvos foi o jornal ‘Folha de S. Paulo’. Desde o período eleitoral, Bolsonaro já fazia declarações de ataque ao jornal, que havia produzido reportagens negativas ao então candidato do PSL. Uma das matérias de maior repercussão foi a que levantava dúvidas sobre as contas de campanha de Bolsonaro, que teria recebido contribuição irregular de empresas para disparos de mensagens por meio do aplicativo WhatsApp. Segundo a apuração do jornal, a prática teria configurado doação ilegal de campanha.

Compartilhe: